Entenda o que influencia no valor do condomínio-Gerencial Construtora - O blog que te inspira a mudar

About Us

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Aenean vulputate nisl arcu, non consequat risus vulputate sed. Nulla eu sapien condimentum nisi aliquet sodales non et diam. Duis blandit nunc semper rutrum congue. Phasellus sed lacus ut odio vehicula varius. Etiam iaculis feugiat tortor ac ornare.

Stay connected

Blog Post

Entenda o que influencia no valor do condomínio
Dicas de imóveis

Entenda o que influencia no valor do condomínio 

Engana-se quem acha que as únicas preocupações de quem está à procura de um apartamento são as opções de financiamento para o imóvel e a documentação necessária para aquisição dele. Além desses dois assuntos, há outro que sempre gera dúvidas e diversos questionamentos: como é definido o valor do condomínio.

Afinal de contas, esse é um custo permanente que você terá ao longo dos meses. Logo, entender a fundo como ele é contabilizado pode fazer toda a diferença no seu planejamento financeiro, não é mesmo? Por essa razão, reunimos os principais fatores que podem influenciá-lo. Acompanhe e entenda o assunto de uma vez por todas!

Número de funcionários

O primeiro deles, como é de se imaginar, é a quantidade de funcionários que trabalham no edifício, o que inclui não só porteiros, mas também zeladores, faxineiros, jardineiros etc. Isso porque é natural que quanto mais expressivo for esse número, maiores sejam os custos com a folha de pagamento.

Geralmente, o total de trabalhadores está ligado às dimensões do local. Ou seja, prédios bem pequenos e com poucas áreas de uso comum tendem a ter menos gente atuando neles. Por outro lado, aqueles maiores e com uma grande diversidade de espaços compartilhados demandam mais colaboradores ativos.

Vale mencionar também que alguns condomínios terceirizam determinados setores da administração do lugar, como é o caso da área de segurança. Com isso, são contratadas empresas de segurança condominial que fornecem não só uma equipe física, mas também uma remota, que monitora os sistemas de alarme e vídeo.

Manutenção predial

A manutenção predial também pesa na conta, uma vez que requer a contratação de empresas fornecedoras de determinados serviços (para instalação de portões, aplicação de revestimentos, ajustes nos elevadores etc.), planejamento de eventuais reparos, consertos básicos e compra de equipamentos (câmeras, móveis, itens decorativos etc).

Ações simples e recorrentes — independentemente de serem a cada 7, 15, 30, 60, 120 ou 180 dias — são fundamentais para a conservação da estética do prédio e principalmente da estrutura do local.

Para completar, sem a realização dessa manutenção, as áreas de lazer podem sofrer com problemas que dificultem a utilização delas, como objetos danificados, utensílios faltando, aparelhos eletrônicos que não funcionam corretamente, ambientes sem chave, portões automáticos que não abrem e por aí vai.

Aquisição de materiais de limpeza

Fora os dois aspectos já citados, há mais um que também influencia o valor do condomínio: os custos com aquisição de itens de limpeza para as áreas de lazer e os demais espaços compartilhados por todos os moradores (como é o caso do hall de entrada, dos elevadores, da portaria e da garagem). Abaixo, seguem alguns exemplos:

  • saco plástico, flanela, pano de chão etc;
  • detergente neutro, água sanitária, desinfetante, cloro etc;
  • limpa pedras, limpa cerâmica, cera acrílica, lustra móveis etc;
  • aspirador, mangueira, vassoura, rodo, peneira cata-folha etc;

Em outras palavras, prédios que tenham piscina, brinquedoteca, parque, salão de festas e afins vão, naturalmente, precisar de mais materiais e produtos. Dessa maneira, ficarão devidamente higienizados e, assim, poderão ser usados tanto pelos adultos quanto pelas crianças sem problemas.

Fundo de reserva para imprevistos

Outro fator relevante é o fundo de reserva. “Ah, mas essa quantia não é cobrada em qualquer taxa condominial? Tem diferença de um lugar para o outro?”, você deve estar pensando. Por isso, vamos por partes!

Primeiramente, é importante reforçar a importância desse fundo, uma vez que ele é poupado justamente para imprevistos que aconteçam com o edifício, como uma reposição de equipamentos da academia ou o conserto de algum encanamento danificado, por exemplo. Em segundo lugar, vale mencionar que o valor cobrado dos moradores não é fixo, mas sim variável de condomínio para condomínio.

Isso acontece porque o percentual que vai ser acrescentado à taxa será decidido em assembleia pelos próprios residentes do local. Logo, você pode pagar 5%, como cota para o fundo de reserva onde mora com a sua família, enquanto um amigo pode pagar 10%.

Serviço de abastecimento de água e luz

O abastecimento de água e luz também terá impacto no valor do condomínio. Isso porque em muitos prédios é comum que a medição de consumo de água não seja feita por apartamento, mas sim, considerando o uso mensal de todo o prédio — um valor que, como é de se esperar, será dividido posteriormente pelos moradores.

Agora, se no seu edifício houver hidrômetros individuais a história é diferente. O motivo? Simples: a taxa condominial vai cobrar o que é consumido não só de água, como também de eletricidade nas áreas de lazer e de uso comum, das quais já falamos.

Tipo de cálculo adotado para o valor do condomínio

Por fim, não podemos deixar de falar sobre o tipo de cálculo adotado para o valor do condomínio. A razão disso é que existem duas formas de estabelecer quanto você pagará mês a mês: por unidade ou por fração ideal.

A primeira delas, é quando todos os gastos do edifício — dos quais falamos ao longo deste texto — são somados para chegar a um valor total que será dividido de maneira igualitária entre os condôminos.

Ou seja, se há muitos moradores, a quantia cobrada tende a ser mais em conta. É por conta disso, que quem tem apartamentos maiores desembolsa uma taxa condominial mais alta. Já a segunda, a fração ideal, considera a metragem do seu imóvel e o quanto ela impacta nas despesas do prédio.

Então, são vários os fatores que influenciam no valor do condomínio. Portanto, é importante conhecer todos eles para saber o que você pagará mensalmente e se essa despesa será ou não muito pesada para o seu orçamento familiar. Além disso, não deixe pesquisar por construtoras que ofereçam empreendimentos que pensam no seu bolso e também no combate ao desperdício de recursos naturais. A Gerencial Construtora, por exemplo, é a única em Cuiabá a apostar no reaproveitamento de água dos splits.

Ficou curioso para saber mais a respeito dessa inovação do Villagio Veronese? Então entre em contato com a gente e conheça outras vantagens desse e de outros projetos!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *