About Us

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Aenean vulputate nisl arcu, non consequat risus vulputate sed. Nulla eu sapien condimentum nisi aliquet sodales non et diam. Duis blandit nunc semper rutrum congue. Phasellus sed lacus ut odio vehicula varius. Etiam iaculis feugiat tortor ac ornare.

Stay connected

Blog Post

Tipos de imóveis: Conheça as diferenças entre eles
Dicas de imóveis

Tipos de imóveis: Conheça as diferenças entre eles 

Na busca do espaço ideal para se morar, aprendemos muito sobre o mercado e os tipos de imóveis. De fato, é essencial conhecer as especificidades do setor para fazer uma boa escolha, principalmente na hora de comprar um imóvel para você e sua família sairem do aluguel.

E afinal, o que é o ideal para uma família de duas, três, quatro ou até mais pessoas? Quais são os imóveis maiores, os mais compactos e como cada um deles é dividido? Esse conhecimento influencia diretamente no conforto e no bem-estar de todos, por isso deve ser estudado com muito cuidado.

No nosso texto de hoje, iremos lhe mostrar os tipos de imóveis mais comuns, suas características, diferenças e as necessidades que atendem. Confira!

Apartamento padrão

Começaremos pelo tipo mais comum de imóvel, o apartamento padrão. Apartamentos são unidades residenciais que ficam em empreendimentos com uma ou mais torres, que compartilham áreas comuns de lazer, serviços ou de convivência.

A planta dessa categoria costuma ser muito bem dividida, sendo que os cômodos mais comuns são sala de estar e de jantar (que podem ser conjugadas ou não), cozinha, área de serviço, quarto, banheiro e varanda. Costumam também ter vagas de garagem demarcadas e cobertas para cada unidade.

Apartamentos são categorizados pelo número de dormitórios e também pelos níveis, como duplex ou triplex (para dois ou três níveis, respectivamente). Se os quartos possuem banheiros, são chamados de suítes, mas se for possível acessar o banheiro tanto por dentro quanto por fora do quarto, são considerados semissuítes.

São muito valorizados no mercado, graças à grande procura e à diversidade de tamanhos, plantas e acabamentos, que influenciam diretamente em sua precificação.

Outro fator de valorização são as facilidades da infraestrutura do condomínio, já que atualmente áreas de lazer possuem não somente quadras, salões e piscinas, mas também comportam cinemas, SPAs e espaços gourmet muito bem equipados.

São ideais para vários tipos de família, já que, como mencionamos, têm diversos tamanhos e estilos. Suas vantagens são a liquidez, a grande oferta em diversos bairros e a gama de áreas e plantas.

Coberturas

As coberturas são como um apartamento padrão, porém com um andar a mais. A diferença para um duplex é que a cobertura é necessariamente o último andar do prédio, o que faz com que o segundo nível seja parcialmente descoberto.

Esse tipo de imóvel oferece a vantagem de estar mais alto e, portanto, ser mais silencioso, mais fresco e até mesmo ter o ar mais puro. Outra vantagem é poder dividir os quartos em andares, boa opção para quem tem filhos e quer ter certa privacidade ao mesmo tempo em que busca oferecer certa independência. É possível fazer uma cozinha de apoio e deixar cada nível praticamente independente do outro.

Muitas pessoas optam, também, por fazer do segundo andar um espaço de lazer, relaxamento e eventos para receber familiares e amigos. É ideal para construir um espaço gourmet com churrasqueira ou forno de pizza, instalar uma piscina, uma sauna ou até mesmo uma sala de cinema. Como normalmente são imóveis maiores, são ideais para famílias com filhos.

Lofts

Os lofts são provenientes de uma tendência estadunidense dos anos 60 e 70, que ainda estão presentes em bairros sofisticados do país. Chegaram ao Brasil há alguns anos e vêm se tornando cada vez mais procurados.

São caracterizados pelo estilo urbano, que muitas vezes lembra um galpão (sem revestimentos e com tijolos aparentes), sem divisórias e, normalmente, com mais de um nível.

Todavia, diferentemente de um duplex, que é um apartamento de dois andares, o loft costuma ter um pé-direito alto e contar com um mezanino, ou seja, um andar parcial, que não cobre totalmente a área de piso do primeiro nível.

Os prédios podem possuir opções de lazer, mas, também, existem lofts em edifícios mais antigos que não possuem áreas comuns. São ideais para casais mais jovens, com estilo de vida descolado, artístico e, geralmente, sem filhos, já que, por padrão, os lofts possuem somente um quarto integrado com a sala ou separado no mezanino.

Flats

Os flats são como quartos de hotel para moradia. São pequenos, porém podem possuir mais de um quarto. Normalmente, possuem poucas divisórias, somente entre os quartos, banheiros e a área social. A diferença para o loft é que podem possuir cômodos separados e não têm mezanino.

A parte comum da casa costuma ser integrada, com cozinha aberta e ligada à sala de estar. A vantagem desse tipo de empreendimento é que eles costumam vir completamente equipados (com fogões, televisores, camas e sofás), sendo que alguns possuem serviços embutidos no condomínio e outros que funcionam no modelo pay-per-use, ou seja, você só paga se usar.

Entre esses serviços estão internet, TV a cabo, telefone, lavanderia (já que não possuem área de serviço) e até mesmo arrumação dos quartos. Costumam ter, também, uma boa área de lazer, com salas de conferência, piscinas, saunas, quadras e salões.

São muito procurados por investidores, por estarem em um sistema chamado pool, o que garante um rendimento periódico; e, também, por famílias pequenas que busquem mais praticidade no dia a dia.

Kitnets ou studios

O nome kitnet, ou quitinete, vem do inglês kitchenette, que significa pequena cozinha. Podem também ser chamados de studios. São imóveis compactos, de um quarto, que fica conjugado com a cozinha, e um banheiro. Como os lofts, não têm divisórias. Porém, também não possuem mezanino.

São uma boa opção para investidores, que costumam mobiliar as unidades — já que são menores — e colocá-las para locação. Oferecem um bom retorno, já que imóveis compactos costumam ter excelente liquidez e valorização no mercado. Quanto ao prédio, pode ser que exista, ou não, uma área de lazer.

Seu público ideal são pessoas que moram sozinhas ou casais jovens, já que o espaço é reduzido e normalmente bem localizado, perfeito para quem quer morar próximo do trabalho e não perder muito tempo com a organização e limpeza do imóvel.

Como você pode ver, existem muitos tipos de imóveis e cada um combina com uma idade, uma personalidade e um modelo de família. Todos eles têm suas particularidades e suas vantagens, como valorização no mercado, metragem, comodidades ou localização privilegiada. Por isso, o ideal é entender sua família e a fase de vida em que você se encontra para tomar a decisão correta.

O que achou das nossas dicas? já sabe qual o tipo de imóvel ideal para você? Então, compartilhe esse post nas redes sociais para que seus amigos aprendam também!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *